foto

foto
fotografia de Italia , autor luis pedro mujica

miércoles, 15 de marzo de 2017

MINISTÉRIO DA SAÚDE AMPLIA COBERTURA VACINAL PARA ESTE ANO EM BRASIL


Ministério da Saúde amplia cobertura vacinal para este ano
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa a população que seis imunizações tiveram seu público-alvo alterado, seguindo Nota Informativa nº 001/2017 e Nota Técnica nº 12/2017 do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). A partir deste ano, foi ampliada a aplicação das vacinas: Tríplice viral, Tetra viral, dTpa adulto, Hepatite A, HPV e Meningocócica C.
A sala de vacinas do Posto Central de São José do Norte tem disponível todas as vacinas do Calendário Vacinal de 2017 previsto pelo Ministério da Saúde. O redimensionamento das faixas etárias é relevante para aumentar a imunização de crianças, adolescentes e também adultos, para diminuir a circulação de doenças.
Confira o que mudou:
Hepatite A
A vacina para hepatite A passa a ser disponibilizada a crianças até cinco 5 anos incompletos de idade. Antes, a idade máxima era até dois 2 anos.
Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela)
Em 2017, para as crianças, há ampliação da oferta da vacina tetra viral, passando a ser administrada de 15 meses até quatro 4 anos de idade.
HPV
Também será ofertada, a partir de 2017, a vacina HPV para meninos. Agora, o público-alvo incluirá também meninas de 9 a 14 anos e meninos de 12 a 13 anos. Ainda para este ano, a vacina também será oferecida para homens e mulheres, vivendo com HIV e aids entre nove 9 e 26 anos de idade.
Meningocócica C
O Ministério da Saúde também passou a disponibilizar a vacina meningocócica C (conjugada) para adolescentes de 12 a 13 anos.
dTpa adulto
A vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis (acelular) tipo adulto passa a ser recomendada para as gestantes a partir da 20ª semana de gestação. As mulheres que não foram vacinadas durante a gestação devem receber uma dose de dTpa até 45 dias após o parto.
Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)

Outra alteração deu-se para a vacina tríplice viral, com a introdução da segunda dose para a população de 20 a 29 anos de idade. TOMADO DE AGORA DE RGS BR