foto

foto
fotografía de triple frontera Argentina , Brasil y Uruguay autor luis pedro mujica

sábado, 29 de octubre de 2016

FALTA DE LUZ AINDA ATINGE 9 MIL CLIENTES NO RS BRASIL

Vendaval Litoral Sul e Norte foram as regiões mais afetadas pelo vento forte
Por: Cleidi Pereira e Zero Hora
No Hermenegildo, pelo menos 40 casas ficaram totalmente destruídas após o vento forteFoto:
Guacira Santos / Arquivo Pessoal
Aproximadamente 9,3 mil clientes seguem sem energia elétrica no Rio Grande do Sul. Até as 19h40min desta sexta-feira, a falta de luz ainda afetava 7,8 mil usuários atendidos pela CEEE e 1,5 mil pela RGE.
Os danos na rede elétrica foram ocorreram devido às fortes rajadas de vento, provocadas por um ciclone extratropical. Os locais mais afetadas são o Litoral Norte e o Litoral Sul, no caso das regiões atendidas pela CEEE, e Região Metropolitana, nas áreas sob responsabilidade da RGE.
No início da noite desta sexta-feira, a AES Sul já havia normalizado o abastecimento. Os técnicos das concessionárias estão trabalhando para restabelecer a energia ainda hoje. 
Cenário de desolação no Hermenegildo
Foto: Guacira Santos / Arquivo Pessoal
Mais de cem casas foram danificadas pela força do vento e pela ressaca na Praia do Hermenegildo, em Santa Vitória do Palmar, na região sul do RS. Segundo o secretário de Obras do município, Tiago Correa Silveira, 40 residências foram totalmente destruídas e outras 60 tiveram sérios danos estruturais e correm o risco de desabar. A prefeitura estuda decretar situação de emergência.
Os moradores do balneário — cerca de 800 famílias residem no local — estão sem luz desde quinta.
Litoral Norte enfrentou forte ressaca
O mar tomou boa parte da faixa de areia em Tramandaí nesta sexta-feira. As ondas batem com violência contra a plataforma de Atlântida, e chegaram a danificar parte da mureta da estrutura. De acordo com informações do site Ondas do Sul, na manhã desta sexta, ondas atingiram a altura de aproximadamente 3 metros no Litoral Norte.
Durante a madrugada, foram registradas rajadas de 87 km/h em Chuí e 81 km/h em Tramandaí.
Em Porto Alegre, vento de até 100 km/h
Na Zona Sul, as ondas estouravam no calçadão de Ipanema na manhã desta sexta-feira. Na quinta-feira à noite, dia em que as rajadas chegaram próximo a 100 km/h, a agitação era ainda mais violenta. Pela manhã, o vento de 60 km/h a 70 km/h em Porto Alegre agitaram o Guaíba e mudam o cenário na orla.
Agora vem o frio
Com o ciclone extratropical já no oceano, o Rio Grande do Sul não terá mais rajadas fortes de vento ou ressaca no mar neste final de semana — o fenômeno pode provocar efeitos ainda em Santa Catarina. O destaque, para os gaúchos, passa a ser o frio.
Segundo a Somar Meteorologia, a mínima deve ser de 1º C em São José dos Ausentes e de 3ºC em Vacaria neste sábado. Nessas e em outras cidades da Serra também pode haver geada. Em Porto Alegre, o dia deve amanhecer com 11ºC. TOMADOD E ZERO HORA DE RGS BR


No hay comentarios: