FOTO

FOTO
la fotografía es de Cuba , autor luis pedro mujica

lunes, 11 de junio de 2018

SERVIÇOS DE ENTREGA DE ORGÂNICOS SE MULTIPLICAM EM PORTO ALEGRE


Serviços de entrega de orgânicos se multiplicam em Porto Alegre Bohn, sócio da Hortalícias, entrega encomenda para a cliente Carolina na porta de casa MARCO QUINTANA/JC Receber orgânicos fresquinhos na porta de casa está cada vez mais fácil em Porto Alegre.
 Nos últimos dois anos, sete marcas que oferecem o serviço foram criadas na Capital. Ao todo, a reportagem encontrou 17 empresas que atuam no ramo. O serviço acompanha o crescimento das feiras também: se há cerca de três anos o número de opções para comprar orgânicos na cidade não ultrapassava cinco ou seis, a Emater contabilizou 30 em 2017. As feiras tomaram espaço em universidades, shoppings e centros comerciais. E o delivery de orgânicos, cujo precursor foi o Sítio do Guido, em 2007, pega carona nesta tendência. Técnico em Agricultura e chefe do Escritório Municipal da Emater em Porto Alegre, Luís Paulo Vieira Ramos acredita que a procura por produtos orgânicos tem alavancado o aumento da produção e o surgimento de feiras, lojas, boutiques e distribuição de cestas. "A Emater desconhece o número e funcionamento das entregas de cestas na Capital, mas a Rama (Associação dos Produtores da Rede Agroecológica Metropolitana) possui 45 fornecedores certificados e mais da metade entrega cestas ou fornece para algum tipo de entrega programada", afirma. Hoje, há marcas com diferenciais para vários tipos de públicos. Entre eles estão planos mensais com um número determinado de itens, kits semanais ou até a escolha dos alimentos avulsos por internet e WhatsApp, dependendo da necessidade dos clientes. A maioria das empresas vende alimentos de produtores parceiros, mas há também aquelas marcas que comercializam o que plantam. Existe ainda uma voltada apenas para as frutas e verduras que foram rejeitadas pelos supermercados por causa da estética, seja por serem tortos, pequenos ou com uma coloração menos vibrante. Com tantas opções, quem não tem tempo, não pode ou até não gosta de ir às feiras orgânicas pode receber comida livre de agrotóxicos em casa, direto dos produtores locais. É o caso da autônoma Carolina Pires Pizzato, que não consumia orgânicos antes de conhecer a Hortalícias, um desses serviços de entrega. "A oferta de orgânicos que eu conhecia era das feiras, mas os horários nunca batiam com os meus. Então, acabava comprando no supermercado, com agrotóxicos. Agora, peço poucas quantidades, mas quase toda a semana, porque eles combinam comigo um horário de entrega", conta. Outra vantagem, segundo ela, é que é possível participar de mutirões de plantio ou colheita no sítio da marca, atividade que conecta os consumidores com a terra. Para quem vende, o investimento em orgânicos é uma aposta para o futuro. "O público-alvo dos orgânicos ainda é pequeno, mas tende a crescer muito com a conscientização sobre os malefícios do uso de agrotóxicos. É uma questão de educação da população, que já vem crescendo nos jovens", explica Maira Petrini, professora universitária de Administração e uma das criadoras da Mais Quitanda, serviço de assinatura de orgânicos. Segundo a educadora, que pesquisa sustentabilidade e negócios de impacto social, há três públicos que vem se destacando na procura por orgânicos: jovens de 25 a 30 anos, pais com filhos pequenos e pessoas que recebem orientação nutricional, principalmente de profissionais ligados à nutrição funcional. O engajamento de influenciadores digitais e famosos em defesa dos orgânicos, como a chef de cozinha Paola Carosella, também contribui para o crescimento do mercado. Onde encontrar AROMAS E SABORES DO CAMPO/DIVULGAÇÃO/JC Aromas & Sabores do Campo - Vende orgânicos pelas redes sociais e WhatsApp. Foi criada em 2016 por um grupo de agricultores assentados de Viamão. Envolve 10 famílias e tem parcerias com outros produtores orgânicos do Interior. O grupo divulga semanalmente uma lista de mais de 50 itens orgânicos no Facebook, entre legumes, frutas, ovos, grãos, doces e sucos, que variam conforme a safra. Os pedidos são recebidos por WhatsApp e entregues nas terças-feiras. Não tem valor mínimo para os pedidos, e a taxa de entrega é de R$ 5,00. Contato: www.facebook.com/aromasesaboresdocampo Cesta Feira - Loja virtual de produtos orgânicos. Criada em 2013 pela zootecnista que cursava mestrado em Desenvolvimento Rural Bárbara Machado Behs e uma sócia, a marca segue, hoje, sob o comando de Bárbara. Tem parceria com 15 produtores rurais e vende também produtos orgânicos processados, que vão de alimentos a cosméticos. Oferecem o serviço de assinatura mensal de cestas de hortifrúti de dois tamanhos (R$ 170,00 e R$ 300,00), entregues toda semana com produtos da estação. Também é possível comprar os kits individualmente (R$ 40,00 e R$ 75,00) ou cestas para presente. Contato: www.cestafeiraorganicos.com.br Cooperativa GiraSol - É uma iniciativa de economia solidária criada em 2006 que tem como objetivo a prática do comércio justo e do consumo sustentável. Oferece o serviço de compras programadas de orgânicos. Basta acessar a aba "Loja" no site da cooperativa, escolher os itens e programar a retirada em um dos pontos disponíveis. Os pedidos devem ser realizados até o meio-dia de segunda-feira, e as entregas acontecem nas quartas-feiras. Os associados da cooperativa compram a preço de custo. Contato: coopgirasol.com.br Empório do Bem - Delivery virtual de produtos orgânicos, tem a proposta de "fazer a feira" para os clientes. Fundado pela relações públicas Paula Defaveri em 2012, nasceu do seu desejo de receber os produtos em casa quando não podia ir à feira por causa do filho pequeno. Após o falecimento da fundadora, a marca é comandada pela irmã, Luciane Defaveri, que quis dar continuidade ao sonho de Paula de contribuir para o fortalecimento da agricultura orgânica. Quatro pessoas trabalham na marca atualmente, que possui parceria com diversos produtores rurais. O site vende separadamente alimentos frescos e produtos orgânicos processados, como pães e geleias, além de cestas de quatro tamanhos: bebê (R$ 45,00), solteiro (R$ 57,00), casal (R$ 68,00) e família (R$ 82,50), além do custo do frete. Contato: www.oemporiodobem.com.br Fresh Orgânicos - Site de orgânicos que entrega para todo o País. Fundado em 2014 pela especialista em Marketing Estratégico Danieli Schumann, tem o objetivo de fazer a ponte entre o agricultor e o consumidor. Cinco pessoas trabalham na marca, que possui parceria com mais de 10 produtores da região de Porto Alegre e outros do interior do Estado. Para a Capital, oferecem o serviço de assinatura mensal de kits de três tamanhos, pequeno (R$ 232,00), médio (R$ 255,00) e grande (R$ 305,00), que são montados pelos clientes no site da marca e entregues toda semana. Também oferecem um plano médio quinzenal (R$ 130,00). Além disso, possuem o sistema de compras avulsas, que incluem outros orgânicos, como castanhas, iogurtes e granolas, entregues em território nacional. Contato: freshorganicos.com.br Horta Alegre - Sistema de coprodução em que os associados, por meio das mensalidades, apoiam os agricultores orgânicos locais e recebem alimentos em casa semanalmente. Por saberem quem vai receber o alimento, os agricultores podem se programar e reduzir perdas e desperdícios. Periodicamente, acontecem atividades especiais nos sítios onde os alimentos são produzidos, estreitando os laços entre produtores e consumidores. Oferecem cinco tipos de cestas, com valores mensais entre R$ 119,00 e R$ 219,00. Contato: hortaalegre.com.br Hortalícias - Vende produtos orgânicos produzidos pela própria marca por meio das redes sociais e WhatsApp. Foi fundada em 2017 pelos colegas de Biologia Leonardo Bohn e Lucas Silveira, que trabalhavam como consultores ambientais, porém buscavam a realização pessoal através da produção de alimentos saudáveis. Eles produzem hortaliças a partir de princípios e práticas agroecológicas, e também trabalham em rede com outros agricultores da região. As ofertas são divulgadas nas terças-feiras nas redes sociais da marca e enviadas aos clientes por WhatsApp, onde eles podem escolher os itens que querem comprar. 
O valor mínimo para realizar o pedido é de R$ 25,00, e a entrega custa R$ 8,00. Contato: www.facebook.com/hortalicias Hortibox - Vende produtos do próprio sítio pelas redes sociais. Foi criada em 2017, com objetivo de escoar a produção de orgânicos realizada há sete anos por dois casais de amigos no Sítio Natural, no interior de Porto Alegre. O sítio foi fundado pela corretora de seguros Tatiana Petzhold, pelo fotógrafo André Chassot, pela despachante Cristine Saldanha e pelo jardineiro Roger Falavigna Viann. Já a Hortibox foi criada por Rodrigo Camargo e Michelle Feijó, ambos advogados. Eles anunciam a lista de produtos semanalmente pelo Instagram, entre a quarta e a quinta-feira, e recolhem os pedidos até sábado de tarde, pelo WhatsApp, sem valor mínimo. No domingo, colhem apenas o que venderam e entregam na segunda-feira, com taxa de R$ 7,00. Contato: www.instagram.com/hortibox Junta Pedido - Site e aplicativo de compras que incluiu cestas de orgânicos em 2017, com o objetivo de oferecer produtos ao custo de feira. O download é gratuito, e é preciso fazer um cadastro, inclusive no site. Conforme o endereço cadastrado, o consumidor terá acesso aos produtores que fazem entregas naquela região. O pedido mínimo e a taxa de entrega variam conforme o vendedor e o endereço do consumidor. Contato: www.juntapedido.com Loja da Reforma Agrária - Loja de produtos orgânicos e integrais oriundos dos assentamentos de reforma agrária organizados pelo MST. Funciona na Loja 15 do Mercado Público e entrega pedidos feitos por telefone, principalmente de clientes fiéis que, por algum motivo, não conseguiram fazer as compras da semana no local. Contato: lojadareformaagraria.com.br Mais Quitanda - Clube de assinatura de orgânicos criado em 2017 por Alexandre Christimann, que atuava na área de TI, e Maira Petrini, professora universitária de Administração. Possui parcerias com duas cooperativas de pequenos produtores e duas famílias. É possível assinar mensalmente dois tipos de kits de legumes e frutas (R$ 158,80 e R$ 219,60), um só de frutas (R$ 139,60) e um de ovos (R$ 31,60). Os assinantes recebem kits toda semana em caixas de madeira retornáveis e participam do Clube Q, programa de fidelidade que possui acúmulo de pontos e benéficos. Também é possível assinar kits quinzenais de queijos (R$ 37,20) e ovos (R$ 29,80), ou comprar kits avulsos no site, além de produtos processados, como molho de tomate, biscoitos e barras de cereal. Contato: www.maisquitanda.com.br Mercado dos Orgânicos - Loja virtual de produtos orgânicos, naturais e veganos. Foi criada em 2013 por um casal de publicitários que se mudou para o Interior para produzir uvas orgânicas e vendeu a marca para Ramine Baigorra, também publicitária. Pelo site, vendem alimentos orgânicos não perecíveis para todo o Brasil. Já pelo WhatsApp, comercializam hortifrúti sem quantidade ou valor mínimo, com foco naquelas pessoas que não conseguem consumir kits fechados. São clientes que moram sozinhos ou fazem apenas uma refeição em casa, por exemplo. Possuem parceria com diversos produtores de Porto Alegre e do Interior. Contato: www.mercadodosorganicos.com.br Oxi Orgânicos - Delivery de orgânicos pela internet e telefone. Foi criado em 2016 pela designer de interiores Laires Holdefer, que decidiu investir na entrega dos produtos depois da maternidade, quando teve dificuldade para ir às feiras orgânicas com a filha pequena. Hoje, a marca conta com mais dois colaboradores e parceria com 13 produtores orgânicos. Tem a proposta de oferecer a experiência de uma feira on-line, além de vender refeições orgânicas prontas e alimentos processados, como biscoitos e farinhas. Contato: oxiorganicos.com.br Quitanda Virtual - Delivery de produtos orgânicos criado em 2013. Oferecem três tamanhos de cestas mensais: pequena (R$ 190,00), média (R$ 215,00) e grande (R$ 279,00), que são entregues semanalmente. Também possuem cestas e produtos para venda avulsa, tanto frescos como processados. É possível filtrar no site os veganos, sem açúcar, sem lactose e sem glúten. Contato: www.quitandavirtual.com.br Sítio do Guido - Iniciou o cultivo de hortaliças de acordo com os preceitos agroecológicos em 1986, mas apenas em 2007 começou a comercialização. Pelo site do sítio, é possível montar uma cesta de orgânicos escolhendo oito produtos, um chá e um tempero por R$ 50,00. Na página, também é possível encontrar a lista de bairros atendidos pelo serviço de entrega. Os pedidos também podem ser feitos por telefone. Contato: www.sitiodoguido.com Tribo Viva - É uma rede de consumo colaborativo que facilita a entrega de orgânicos produzidos por pequenos produtores. Criada em 2014, divulga semanalmente cestas de alimentos de grupos de agricultores, como o Mulheres da Terra, do assentamento Filhos de Sepé, em Viamão, e a Cooperativa de Produtores de Morango Ecológico (Ecomorango), de Bom Princípio. Os alimentos podem ser coletadas nos coordenadores de entrega ou entregues por um serviço de bike-entrega parceiro da rede. Contato: www.triboviva.com.br 400g - Serviço de assinatura de sacolas com frutas e verduras fora do padrão estético. Com o lema "sabor à mesa sem padrão de beleza", a estudante de Administração formada em Relações Internacionais Rafaela Dal Ben Gomes criou a marca em janeiro deste ano para evitar o desperdício de 30% das produções de hortifrúti por não atenderem às exigências estéticas estabelecidas pelos supermercados. Trabalha com mais duas pessoas e faz parceria com 20 produtores orgânicos e convencionais. As bags da marca podem ser compradas pela internet nos tamanhos P (R$ 25,00), M (R$ 35,00) e G (R$ 45,00), e são entregues todas as segundas-feiras com itens da safra. Contato: www.400g.com.br - Jornal do Comércio (https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/2018/05/especiais/meio_ambiente_2018/629795-servicos-de-entrega-de-organicos-se-multiplicam-em-porto-alegre.html)
TOMADO DE JOURNAL DO COMERCIO DE RGS BR

No hay comentarios: