foto

foto
fotografía de Corrientes Argentina , autor luis pedro mujica

martes, 31 de enero de 2017

POLÍCIA AMBIENTAL APREENDE CARGA ILEGAL DE CAMARÃO EM RGS BRASIL

 Polícia Ambiental apreende carga ilegal de camarão
Três COMERCIANTES foram PRESOS em flagrante
Foto: Fernanda Cadaval
Polícia Ambiental apreende carga ilegal de camarão
Apreensão de camarão foi feita a dois dias da abertura da safra
Foto POR FERNANDA CADAVAL
Na manhã desta segunda (30), através de uma operação conjunta da Polícia Ambiental das cidades de Rio Grande e Pelotas, depois de denúncias de prática reiterada de comércio ilegal de camarão na indústria de pescado, a Patrulha Ambiental (Patram) apreendeu carga clandestina de 15 caixas de camarão com casca, pesando cada uma cerca de 18 kg, totalizando aproximadamente 356 kg de camarão. Segundo informações do comandante da Patram, tenente Eliseu Foscarini, na operação foram apreendidas seis caixas dentro de um veículo que transportava a carga, e o restante foi encontrado dentro de um depósito usado de forma clandestina.
OPERAÇÃO
De acordo com o comandante, havia no veículo duas pessoas a mando do dono da empresa. Ao chegarem no local - no bairro Bosque – os policiais constataram que havia recebimento de camarão, de forma clandestina, em um depósito ao lado da sede da empresa, onde seria a casa do proprietário. No veículo, foram apreendidas seis caixas e outras nove no depósito. Conforme relatos do tenente Eliseu, a empresa encontra-se com licença vencida desde 2013. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi acionado para atuar administrativamente durante a operação.
O veículo, que foi usado para o transporte e pego em flagrante, foi apreendido, assim como os dois ocupantes do veículo e o dono da empresa, os quais foram pegos em flagrante e conduzidos à Polícia Federal. Durante o processo de apreensão na sede da Patram, os acusados estavam acompanhados de um representante legal, além da presença de familiares que foram até o local buscar esclarecimentos sobre os fatos. O comandante da Patram esclareceu o ocorrido para os presentes, que acompanharam a ida dos presos até a Polícia Federal. Os três presos pagaram fiança. Os camarões apreendidos foram destinados ao projeto Mesa Brasil de Rio Grande.
FISCALIZAÇÃO E SAFRA
O tenente Eliseu destaca que os presos em flagrante não são pescadores e que, portanto, ao realizarem e viabilizarem a pesca ilegal estão prejudicando toda uma categoria que espera a abertura da safra para poder iniciar a captura da espécie. A safra do camarão abre na próxima quarta (1º).

Além disso, o tenente destaca que a Patram atua de três formas no combate à pesca ilegal, através da prevenção, de denúncias e de fiscalização. E diz que o órgão está a disposição para eventuais casos como este e outros que se caracterizem por crime ambiental. TOMADO DE AGORA DE RGS BR 

No hay comentarios: