foto

foto
fotografía del sur de Concordia ER Argentina , autor luis pedro mujica

lunes, 2 de enero de 2017

NOVA PONTE DO GUAÍBA SAI EM 2018, EM PORTO ALEGRE RGS BRASIL

Nova ponte do Guaíba sai em 2018, diz Dnit
Segunda travessia sobre o Guaíba, com 12,3 quilômetros, já tem mais de um terço das obras concluídas CLAITON DORNELLES/JC Igor Natusch
Interrompidas para as festas de fim de ano, devem ser retomadas em janeiro as obras da nova ponte do Guaíba. Segundo a Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit-RS), a obra está 38,2% concluída, e a nova previsão de encerramento dos trabalhos é até o final de 2018.
Para custear a obra, já foram empenhados R$ 100 milhões, repassados pelo governo federal. No momento, segundo o Dnit-RS, cerca de 250 funcionários estão envolvidos nos trabalhos, sendo 100 deles contratados recentemente. Como a maioria dos trabalhadores é de outros estados, as atividades foram interrompidas entre o Natal e o Ano-Novo, para que os profissionais pudessem passar as festas ao lado de suas famílias.
Atualmente, as obras da nova ponte estão a cargo de um consórcio constituído pelas construtoras Queiroz Galvão e EGT Engenharia. Uma vez concluída, a estrutura terá uma extensão prevista de 12,3 quilômetros, sendo cinco quilômetros em acessos. A nova ponte do Guaíba terá em torno de 28 metros de largura, com pista dupla e duas faixas de tráfego em cada sentido, com fluxo previsto de até 50 mil veículos por dia. O custo total da empreitada é de aproximadamente R$ 649,5 milhões.
As obras da nova ponte do Guaíba relacionam-se com a renovação do contrato com a concessionária Triunfo Concepa para a exploração da atual ponte e da BR-290 (freeway). O contrato se encerra em julho do ano que vem, e ainda não há definição sobre uma nova licitação ou a eventual renovação do atual contrato.
De acordo com a assessoria de comunicação do Ministério dos Transportes, a última reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do órgão listou quatro rodovias em solo gaúcho como prioritárias. Além da BR-290, estão na mira as BRs 101, 116 e 386. A estimativa do PPI é lançar o edital para renovar a concessão no decorrer do primeiro semestre de 2017.

Uma movimentação envolvendo setores da sociedade civil e da administração estadual articula uma eventual entrega do restante das obras da nova ponte para a Concepa, como contrapartida de uma renovação da atual concessão. Existe o temor de que o fim da concessão prejudique o içamento da ponte atualmente existente sobre o Guaíba, o que pode gerar consequências econômicas para Porto Alegre e o Rio Grande do Sul, em especial no abastecimento de gás de cozinha. Tomado de journal do comercio de rgs br 

No hay comentarios: