foto

foto
fotografía de La Paz Bolivia , 2017; autor luis pedro mujica

sábado, 11 de marzo de 2017

MASSA DE AR FRIO CAUSA CHUVAS, VENTOS FORTES en rgs Brasil

Áreas CENTRAIS e ZONA RURAL do Município sofreram com o mau tempo
Foto: Fabio Dutra\JA
Massa de ar frio causa chuvas, ventos fortes e quedas de árvores
Queda de árvore interrompeu a via e o trânsito momentaneamente
Foto FERNANDA CADAVAL
No início da tarde de ontem (9), em um curto período de tempo, uma forte chuva acompanhada de ventos causaram alagamentos em várias ruas da cidade e também queda de árvores. A previsão de que temporais atingiriam o Estado se confirma, e quem transitava pelas principais vias do centro ou de acesso à cidade foi pego de surpresa pela intensidade e rapidez da mudança no clima.
DEFESA CIVIL
De acordo com o chefe de planejamento da Defesa Civil, Anderson Montiel, choveu muito em pouco tempo e com picos fortes de vento, ocasionando assim a queda de três árvores e alagando ruas. A árvore de maior porte que tombou foi na rua 1º de Maio esquina com a rua Haiti, ocasionado a interrupção da via. Ainda segundo Montiel, o vento ficou em torno de 50km/h, porém as árvores que caíram já se encontravam com a estrutura comprometida. As outras duas ocorrências de queda foram no bairro Vila Maria e na rua Roberto  Socoowski.
O representante da Defesa Civil diz ainda que, até o momento, não há previsão de emissão de alerta. “Estamos no verão onde é comum o choque entre uma massa de ar frio com o ar quente. O que sentimos foi uma ponta do deslocamento dessa massa vinda da Argentina, as consequências mais fortes serão sentidas no Norte e Centro do Estado. No entanto, seguimos monitorando o clima durante 24 horas por dia”. Montiel finaliza dizendo que não houve registro de famílias desabrigadas ou casas destelhadas devido às chuvas e rajadas de vento.
ENERGIA ELÉTRICA
Com a queda da árvore na rua 1º de Maio, a rede elétrica foi danificada no local causando a interrupção do serviço. Segundo o supervisor de operações da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), Leandro Costa, cerca de 7.500 consumidores ficaram sem luz entre a rua avenida Pelotas até as proximidades do complexo esportivo Sport Club Rio Grande.
Outro ponto do Município que ficou com problemas no fornecimento de energia foi a localidade do Taim, na zona rural, e também foram registrados casos isolados de falta de energia devido ao vento em outras partes da cidade.  De acordo com o supervisor da CEEE, o serviço foi restabelecido dentro 1 hora na área central, sendo um pouco mais demorado na região do Taim.
METSUL METEOROLOGIA
A Metsul Meteorologia emitiu, no início de ontem (9), um alerta sobre fortes tempestades para o território gaúcho. O sistema frontal avança do Uruguai e da Argentina para o Estado, trazendo chuva generalizada e temporais para a maioria das regiões até o final do dia.
A MetSul destaca ainda a probabilidade de altos volumes de chuva no Rio Grande do Sul até o próximo domingo. Serão dois episódios de forte instabilidade. O primeiro hoje e o segundo no domingo. Na soma dos dois eventos, pontos do Estado poderão ter 100 mm a 200 mm de chuva, particularmente no Oeste e no Sul.
Hoje, o tempo melhora cedo na maior parte do Estado no decorrer do dia, mas na Metade Norte ainda chove. O segundo evento com chuva forte no Estado se concentra no domingo, apesar da ocorrência de chuva já entre a tarde e a noite de sábado em alguns locais.

Uma frente fria impulsionada por massa de ar frio avança no domingo e encontra o ar quente e úmido que cobre o Sul do Brasil. Por isso, o domingo também tem risco de temporais no território gaúcho. Na segunda, com ar seco e mais frio, o sol voltará a predominar no Rio Grande do Sul. Tomado d e agora de rgs br 

No hay comentarios: