foto

foto
fotografía del sur de Concordia ER Argentina , autor luis pedro mujica

miércoles, 26 de abril de 2017

CHUVA FORTE E TEMPORAL DEVEM ATINGIR O ESTADO RIO GRANDE DO SUL HOJE E AMANHÃ

 CHUVA FORTE E TEMPORAL DEVEM ATINGIR O ESTADO HOJE E AMANHÃ
Frente fria deve chegar após instabilidade, informação é da MetSul Meteorologia
Foto: Fábio Dutra
Chuva forte e temporal devem atingir o Estado hoje e amanhã
Perspectiva é que a chuva seja registrada em alto volume em algumas regiões do Estado
POR ALINE RODRIGUES
Há perspectiva de que entre hoje (25) e amanhã (26) chuva forte e temporais cheguem até o Estado. A informação é da MetSul Meteorologia, através dos meteorologistas Luiz Fernando Nachtigall e Estael Sias.  Conforme informações da MetSul, "a tendência é que as condições da atmosfera tendem a se deteriorar ainda mais entre hoje e o começo desta quarta-feira, no território gaúcho e no Sul do Brasil, devido à atuação de centro de baixa pressão com a passagem posterior de uma frente fria. Há risco de tempo severo e que pode afetar várias regiões".
Segundo dados dos meteorologistas, as áreas de instabilidade devem chegar primeiro em parte do centro, noroeste e norte do Estado durante esta terça. "Nestas regiões, os acumulados podem só nesta terça alcançar marcas tão altas como 100mm a 150 mm, ou isoladamente até mais. Na sequência, forte erupção de ar frio que avança pela Argentina impulsiona frente fria que cruzará pelo Estado entre a tarde e a noite da terça e o começo da quarta-feira. O sistema frontal vai se intensificar sobre o território e, ao cruzar pelo Rio Grande do Sul, poderá provocar chuva forte a intensa em muitas cidades. Queda acentuada da pressão atmosférica ainda trará o risco de temporais na passagem da frente com risco de granizo e alguns vendavais", informa a MetSul.
Na Capital do Rio Grande do Sul, conforme a MetSul o período de instabilidade deve ocorrer entre esta noite e a madrugada de amanhã. "A frente fria vai seguir intensa pelo Sul do Brasil, alcançando o Sudeste e o Centro-Oeste do país, com chuva forte e temporais. Ao passar pelo Sul do Brasil, com a presença de corrente de jato em baixos níveis, há até um risco marginal de atividade tornádica, sobretudo na Metade Norte gaúcha, Oeste catarinense e do Paraná. A MetSul adverte ainda para forte ventania na quarta, quando ocorre o ingresso da massa de ar polar com rajadas, em geral, de 60 quilômetros por hora a 80 quilômetros por hora", destacam os meteorologistas.
Com relação a chegada do frio, os meteorologistas salientam que há perspectiva que a primeira onda ao Estado.  "A queda da temperatura será muito acentuada entre quarta e quinta-feira e são esperados vários dias seguidos com noites frias e tardes muito amenas, caracterizando tecnicamente a primeira onda de frio do ano, apesar de já ter feito frio em 2017. Na sexta e no sábado, a MetSul não descarta as primeiras marcas negativas do ano com geada em diversos municípios. O tempo melhora na quarta no Rio Grande do Sul no decorrer do dia com a volta do sol e se manterá firme no restante da semana", finalizam no boletim divulgado pela MetSul.
ALERTA
A Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu esta tarde um alerta. Conforme informações, a perspectiva é de que o volume de chuva seja intenso. "Uma frente fria se desloca pelo Estado nesta terça-feira (25) trazendo chuva para a região Norte e Noroeste nas próximas horas. A previsão é que o volume da chuva seja elevado. Outras áreas que também podem ser afetadas por fortes pancadas são a Fronteira com o Uruguai, Campanha, Centro, Leste, incluindo Serra e Região Metropolitana. 
Conforme os meteorologistas, na tarde de quarta-feira (26) a chuva deve parar e uma massa de ar frio deve avançar e derrubar as temperaturas. Será o frio mais intenso deste ano até agora. As temperaturas devem ficar entre cinco e sete graus em grande parte do Rio Grande do Sul. Na Região Serrana, é esperado temperaturas abaixo dos cinco graus. Qualquer situação de risco deve ser informada à Defesa Civil, pelo telefone de emergência 199", diz o alerta da Defesa Civil do Estado.
FORÇA-TAREFA

A assessoria de imprensa da Prefeitura do Rio Grande divulgou nesta tarde, que uma força-tarefa foi criada com o objetivo de ficar alerta a possíveis consequências de um ciclone extratropical. Em nota, o Executivo divulgou que "a equipe foi acionada para atuar na prevenção dos possíveis efeitos em Rio Grande do ciclone extratropical que se formou ao sul, no Oceano Atlântico". Segundo dados da assessoria, integram a força-tarefa: Defesa Civil do Rio Grande, Secretarias do Meio Ambiente, da Saúde, de Controle e Serviços Urbanos, de Mobilidade Urbana, de Infraestrutura, do Cassino, de Cidadania e Assistência Social e da Fazenda. TOMADO DE AGORA DE RGS BR 

No hay comentarios: